Algumas das maiores descobertas da Arqueologia Bíblica

O Papiro P52 - O Papyrus P52 da Biblioteca de Rylands é o texto mais antigo que se conhece do Novo Testamento. Foi descoberto em 1920, no deserto do Médio Egito, e tornou-se público em 1935.

As cavernas de Qumrán descobertas em 1947 por beduínos e cujas escavações iniciaram-se em 1950.

Entre 1962 e 1963 foi encontrado o Papiro de Wadi Daliyyat, conhecido pelo Papiro de Samaria, da época persa.

Em 1964 foi descoberto o Papiro de Ketej-Jericó da época persa-helenística.

Em 1991 foi descoberta a chamada Tumba de Caifás.

Em 1993 foi descoberta a Estela deTel Dan - Trata-se duma pedra de basalto escuro que menciona a "Casa de Davi", com a inscrição bytdwd, (byt casa dwd Davi)
.
Em 1996 foi descoberta a inscrição de Ecrom (Tel Mikné) contendo o nome da cidade filistéia de Ecrom e uma lista dos seus reis.

Em 1997 foi descoberto o antigo monastério de Katisma.

Em 1998 foi descoberta a Sinagoga de Jericó datada do ano 75 a.C. (Ehud Netzer).

Em 2001 foi descoberta a Estela de Joás, rei de Judá.

Em 2007 foi encontrado o túmulo de Herodes.

Em 2008 foi encontrado o palácio da rainha de Sabá em Axum-Dungur, Etiópia.

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Douglas Hugentobler

Douglas é o diretor acadêmico da Universidade das Nações em Worcester, África do Sul. Ele faz parte da liderança da Jocum em Worcester, onde mora há 16 anos junto com sua esposa e filhas.

    Comentar pelo Blogger
    Comentar pelo Facebook