Travessia do Mar Vermelho e Monte Sinai

Onde será que foi a travessia do Mar Vermelho? Qual será o verdadeiro Monte Sinai?


Com certeza todos já ouviram falar de Moisés e os Dez Mandamentos, mas todo caso...

Moisés era uma criança hebraica que foi posta em um cesto no Nilo para escapar de um massacre encomendado pelo faraó que queria exterminar um possível salvador dos judeus que teria nascido. Ironicamente, Moisés foi encontrado pela filha do faraó e foi criado na casa deste. A Bíblia diz que fora instruído em toda a sabedoria dos egípcios, e que ele era poderoso em palavras e obras (ATOS 7:22). Por volta de seus 40 anos ele viu um egípcio ferindo um hebreu e Moisés acabou o matando para defender o hebreu. Quando o faraó descobriu o ocorrido tentou matar Moisés, que fugiu do faraó e foi habitar na terra de Midiã (Êxodo 2:15). Ali Moisés tomou a filha de Jetro (descendente de Abrahão, Gênesis 25:1-2), o sacerdote de Midiã, como esposa e começou a apascentar o rebanho de Jetro por 40 anos (Atos 7:29-30 e Êxodo 3:1).

Um dia o anjo do Senhor apareceu para Moisés em uma chama de fogo do meio de uma sarça e recebeu a missão de libertar os filhos de Israel da escravidão do Egito. Moisés teve a direção de servir a Deus naquela mesma montanha, Sinai, com o povo de Deus (Êxodo 3:12). Esta montanha foi onde os filhos de Israel vieram e receberam os oráculos de Deus e os Dez Mandamentos.

Mas onde fica esta montanha? Onde fica a Península do Sinai? Acima do Monastério da Santa Catarina no que hoje é o Egito?

Um documentário está sendo produzido sobre os seus achados arqueológicos que podem mudar a arqueologia Bíblia como a conhecemos, chamado de "The Exodus Conspiracy" (http://www.exodusconspiracy.com).

A equipe de produção é de dar inveja a qualquer arqueólogo - doutores em estudos forênsicos, egiptologistas, entrevistas com o ex-primeiro ministro de Israel Benjamin Netanyahu e Shimon Peres.

Esta pode ser uma das maiores descobertas arqueológicas do século e também uma das mais perigosas por causa das restrições impostas pelo governo saudita. Em uma aventura ao estilo Indiana Jones, Bob Cornuke e Larry Williams se infiltraram na Arábia Saudita para investigar se a terra que abriga Mecca e Medina também abriga o sítio mais sagrado do Judaísmo e Cristianismo: O Monte Sinai. 

Neste documentário eles prometem provar que o Monte Sinai é na verdade Jabal al-Lawz, uma montanha ao noroeste da Arábia Saudita, perto da fronteira com a Jordânia, acima do Golfo de Aqaba à 2580 metros acima do nível do mar. O nome significa "montanha das amêndoas". (Latitude: 28° 40' 60 N, Longitude: 35° 17' 60 E) 


Todos os mapas bíblicos mostram que a localização de Midiã não é na Península do Sinai, e sim ao leste do golfo de Aqaba na Arábia. Além do mais, o verdadeiro Monte Sinai é descrito na Bíblia como estando localizado na Arábia (Gálatas 4:25 - Ora, esta Agar é o monte Sinai na Arábia e corresponde à Jerusalém atual, pois é escrava com seus filhos.)

Uma olhada rápida nos achados pode explicar o motivo de tanta euforia. Dr. Moller afirma que a vila de Nuwaiba, que ele identifica como o local da travessia do Mar Vermelho, possui uma ponte natural submersa e é onde eles encontraram rodas de carroças egípcias e ossos fossilizados em corais.


Vila de Nuwauba, local onde os hebreus teriam passado à caminho do monte Sinai.



No topo de Jabal al-Lawz, o Monte Sinai "real", as rochas são escuras como que se tivessem sido queimadas como descrito em Êxodo 19:18 "Nisso todo o monte Sinai fumegava, porque o Senhor descera sobre ele em fogo; e a fumaça subiu como a fumaça de uma fornalha, e todo o monte tremia fortemente." Esta característica diferencia este monte de todos os outros ao redor, pois nenhum tem o topo como ele.



A base desta afirmação vem dos testes feitos nas rochas, que determinaram que elas eram tinham resíduos de "vidro vulcânico", um mineral que é formado em altas temperaturas.

Outros achados no local foram inscrições hebraicas na base da montanha, desenhos de bois (como do sacrifício oferecido por Arão) e pilares característicos da cultura hebraica.




Eles também afirmam ter localizado a rocha de Horebe, de onde veio água para o povo beber (Êxodo 17:6).


"Fendeu rochas no deserto, e deu-lhes de beber abundantemente como de grandes abismos. Da penha fez sair fontes, e fez correr águas como rios. (...) Pelo que o Senhor, quando os ouviu, se indignou; e acendeu um fogo contra Jacó, e a sua ira subiu contra Israel;" (Salmo 78:15-16, 20). 

"e não tinham sede, quando os levava pelos desertos; fez-lhes correr água da rocha; fendeu a rocha, e as águas jorraram." (Isaías 48:21). 

"Fendeu a rocha, e dela brotaram águas, que correram pelos lugares áridos como um rio." (Salmo 105:41).


O governo saudita interditou o sítio arqueológico e não permite visitas ao local. O diretor do filme foi preso duas vezes durante as filmagens.





É possível assistir alguns previews do filme no site. 

Compartilhe:

SOBRE O AUTOR

Douglas Hugentobler

Douglas é o diretor acadêmico da Universidade das Nações em Worcester, África do Sul. Ele faz parte da liderança da Jocum em Worcester, onde mora há 16 anos junto com sua esposa e filhas.

    Comentar pelo Blogger
    Comentar pelo Facebook